Páginas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

O homem poderá ser imortal?

Imortalidade
    No mês de fevereiro de 2010 a revista Super Interessante publicou uma matéria que sinceramente me deixou preocupado:    "Ele pode ser Imortal, e em 50 anos é possível que ninguém mais morra"!

    Diante de tal afirmação minha cabeça girou sem parar. Pensei comigo, como uma revista desse nível pode disser tantas idiotices em poucas paginas.

    Na minha humilde opinião eu acho que é mais fácil e bem mais provável o homem morrer e ser imortal do que ser imortal vivendo. E tenho certeza que se eu pergunta-se a mesma questão para Albert Einstein ele responderia: "só existem duas coisas que são infinitas: o universo e a estupidez humana".  
    O que será que eles estão pensando? Como pretendem viver pela eternidade sem morrer? Viver eternamente sobre efeito de drogas, remédios e manutenção robotica. Como eles podem afirmar algo tão fantasioso, se existem tantos fatores que torna isso impossível. Uma das partes que me deixou mais pasmo foi essa:
 
"A imortalidade dará a você o corpinho que quiser."

    Isso para mim foi o fim! Eu não consegui me conter, acabei caindo em uma gargalhada desenfreada! Outra parte que não me contive foi essa:

    "No mundo dos imortais, só se morrerá por acidentes muito graves e que não possam ser consertados a tempo. Por isso, sua família vai crescer. Você vai conviver com seu tataravô. As famílias vão ficar enormes, até porque as pessoas terão mais casamentos. Hoje os casais brasileiros vivem 11 anos juntos, em média. Um novo casamento acontece cerca de 3 anos depois da separação. Nesse Ritmo, chegaríamos aos 500 anos com uns 32 casamentos nas costas."

    Diante de tal afirmação me respondam: Como e aonde será que eles pretendem colocar toda essa muvuca de gente? Como eles pretendem alimentar milhares de famílias de 500 anos?
    Pense no tamanho que seria sua família! Imagine os seus filhos, os filhos dos seus filhos, e os filhos dos filhos de seus filhos e assim por diante. Como eles da Super Interessante mesmos dissem: "no mundo dos imortais".
    Gerações inteiras de todo o mundo se multiplicarão consecutivamente por toda a eternidade dos "imortais". Para mim acho que esse pessoal está vendo muita ficção cientifica!
O Custo da Imortalidade

    Desde a antiguidade o homem sempre sonhou com a imortalidade, as famosas lendas arábicas da   fonte da juventude e os lugares sagrados como Shangrila ou Shambhal,  os rituais para imortalidade dos egípcios e as varias outras culturas que cultuavam a imortalidade.
    Atualmente essa mesma história está se repetindo, porém de uma forma modernizada. Esse mesmo desejo que estava no coração de nossos antepassados supersticiosos, hoje se mostra de uma forma moderna através do conhecimento "científico". Estamos hoje vivenciando o apogeu da tecnologia, o conhecimento do homem tem aumentado de forma extraordinária.

    Porém, quanto mais o homem adquiri conhecimento mais se torna cruel e estupido. O homem tem  buscado seus interesses a qualquer custo, não importa o preço. Vemos exemplos dessa estupidez em  Aldof Hitler o responsável pelo extermínio de milhões de judeus, ou, os Estados Unidos os responsáveis por duas cidades, Hiroshima e Nagasaki, que foram completamente destruídas por bombas nucleares.
    O que eu quero mostrar com isso é que, apesar de toda evolução tecnológica o coração do homem ainda permanece o mesmo, suas atitudes não são medidas para alcançar certos objetivos. Isso é o que estamos tratando aqui, as consequências da tão desejada imortalidade em vida.
    Abaixo trataremos de um assunto de vital importância, informações que a revista Super Interessante fez questão de não mostrar ou ao menos se esqueceu de mencionar.  
    Como base existem informações que contradizem totalmente com a materia publicada pela Super, retirei algumas informações do documentário da BBC "How Many People Can Live on Planet Earth ?" traduzindo, "Quantas pessoas podem viver no planeta Terra ?".
   
Quantas pessoas podem viver no planeta Terra ?
    Há cerca de 60 anos atrás por volta de 1950 o nosso planeta tinha menos de 2 bilhões de pessoas, hoje em 2010 estamos perto da casa de 7 bilhões de nós, nossa população está crescendo a cada dia que passa[muito rápido].
    Só para se ter uma ideia do tamanho crescimento, enquanto você ler esse trecho, no mundo terão nascido 40 novos bebês sendo que 20 pessoas terão deixado o planeta para prestar contas a Deus. Sendo que a cada segundo nascem mais de 2 pessoas, e a cada dia são 200 mil novas pessoas, e a cada ano são 80 milhões de novos terrestres. E a cada adicional de pessoas precisa-se de comida, energia, aguá, e moradia e espera-se muito mais que isso.
    Segundo cientistas há absolutamente nenhuma dúvida de que a população mundial continuará a crescer.
    Segundo o documentário da BBC "How Many People Can Live on Planet Earth ?", cerca de um bilhão de pessoas no planeta já tem pouco acesso a água potável, e segundo estudiosos do assunto, as coisas ficarão mais difíceis enquanto a população continuar crescendo, pois afetará nossa habilidade de obter nossas mais básicas necessidades: aguá, comida e energia. [Só isso já desbanca toda matéria da Super Interessante].
    O impacto da demanda humana nos sistemas de água doce do planeta são tão massivos que podem ser vistos do espaço.
    Como por exemplo o Mar de Aral, um lago de água doce da Asia Central uma vez cobriu 65.000 Km², mas nos últimos 40 anos ele perdeu 90 % de sua água, pois os rios que o alimentam foram desviados para irrigação de algodão. 
Mar de Aral  [Ásia Central]
    Outro exemplo é o lago Chade no sul do Saara, foi também drenado para 1/10 de seu tamanho original pela seca e pelo muito uso, mas ainda assim 30 milhões de pessoas dependem dele. É possível destilar água fresca do mar porém plantas de destilação são extremamente caras, usam uma enorme quantidade de energia e seus subprodutos podem danificar os mares. Abaixo seguem as fotos do lago tirada por um satélite, fazendo uma comparação de quanta água foi drenada.
Crescimento Desenfreado
    Desde 1960 cada morte e nascimento no mundo tem sido registrados pela ONU [Nações Unidas], porém a ONU faz muito mais que apenas manter registros, eles fazem projetos para o futuro, e seus gráficos são estarrecedores. Segundo a ONU até meados do século espera-se a adição de cerca de 2,3 bilhões de pessoas, sendo que no meio do século teremos algo como 9 bilhões de habitantes. Segundo as Nações Unidas viver com saúde e longevidade tem suas conseqüências: Crescimento populacional.
    Em meados do seculo XVIII o clerico Inglês Thomas Malthus fez uma simples observação sobre o relacionamento entre humanos e os recursos e o usou para prever o futuro. Ele disse:
"o poder da população é indefinidamente maior do que o poder da Terra de produzir subsistência para o homem."  
    Thomas Malthus dizia que a produção de alimentos não pode crescer tão rápido quanto a reprodução humana. A tese que Thomas Malthus defendia era "que se nos não controlarmos a reprodução humana voluntariamente, a vida poderia acabar em miséria", isso o tornou um cara pessimista em sua época.
   Agora fica uma simples pergunta. Quantas pessoas a Terra pode sustentar?
   Bem de acordo com os cálculos da ONU [Nações Unidas] se todos os humanos consumirem como a média dos indianos, a Terra poderia sustentar uns 15 bilhões de pessoas [já estamos na casa dos 7 bilhões]. Se consumirmos tão pouco como um ruandense [um africano], poderia aumentar para 18 bilhões de habitantes. Porém nosso planeta pode sustentar somente 2,5 bilhões de pessoas, vivendo como se vive na Inglaterra, e somente 1,5 bilhões, tendo todos o mesmo estilo de vida dos estadunidenses.     Depois de toda essa explicação fica uma pergunta: Como gerações inteiras de 1500 anos poderão viver sem que nada disso seja realmente afetado?
    Tudo o que fazemos têm um preço, porém infelizmente a imortalidade não tem [humanamente falando]. Nossas matérias primas são finitas, nosso ecossistema é frágil e nosso planeta possui limites.
    Em Janeiro de 2009, três meses antes da Super Interessante publicar a matéria "Ele pode ser Imortal", a revista Veja publicou uma matéria com o título "Estamos devorando o nosso planeta", o subtitulo dizia "Água, carne, peixe: o mundo já consome mais do que a Terra pode oferecer"
Revista Veja Novembro de 2009
   



     Incrível o contraste entre as matérias das duas revistas, é como comparar calor com frio e claro com escuro, são totalmente opostos.
      Uma das questões mais cruciais que a revista Veja trata, é o tão famoso efeito estufa. Se não fosse pelo numero de pessoas de hoje não seria algo tão serio.
    Como exemplo, você sabia que cada ser humano adulto produz por ano, 4.3 toneladas de CO² [dióxido de carbono] sem fazer nada de mais, somente por andar de carro, acender uma simples lâmpada, alimentar-se ou simplesmente vestir-se?
    Segundo estatísticas da ONU o crescimento do produto interno bruto per capita e o da população foram os principais determinantes do aumento das emissões globais durante as três ultimas décadas do século XX, e os principais emissores de CO² na atmosfera são cidadãos de países ricos. Um americano por ano lança 19 toneladas de CO² na atmosfera, enquanto que um afegão emite somente 26 quilos.
    Segundo estudos científicos o nosso mundo está sendo testado em seu limite para poder sustentar os 6,8 bilhões de habitantes. 
    Estudiosos do assunto afirmam que o máximo que o planeta suportaria sem níveis de exaustão seria apenas 5,1 bilhões de pessoas.
    A COP15 [15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas] que representa a reunião de representantes de 192 países, tem como missão chegar a um acordo mundial para conter o ritmo do aquecimento global.
    O efeito estufa segundo a COP15 saiu de controle, aparentemente com o resultado da atividade industrial humana, e agora pode desarranjar o clima da Terra a ponto de ameaçar a sobrevivência de inúmeras espécies e impor um modo de vida mais áspero e severo a própria humanidade.
    Como citado acima, há cada dia nascem 200 mil novas pessoas, enquanto que 100 mil em media morrem diariamente. Cada pessoa que nasce precisará de moradia, alimento, emprego, transporte e muitas outras coisas que contribuem para a exaustão do planeta.
    Na tabela abaixo mostra-se a expectativa de vida, desde Cristo, até nossos tempos atuais. O aumento de pessoas nos últimos 200 anos é absurdamente assustador em comparação com épocas passadas.
    Como vocês verão abaixo a taxa de expectativa de vida cresce ao longo do tempo, pelo fato da medicina ter evoluído ao ponto de combater muitas doenças que em épocas passadas não haviam cura. Hoje com os vastos métodos de se combaterem doenças a taxa de vida do homem simplesmente quase que dobrou:
Clique na imagem para ampliar
    Esta tabela possui informações estarrecedoras, no ano 1820 estimava-se 600 milhões de pessoas, sendo que na época de Cristo o numero era apenas de 225 milhões.     Assim em um prazo de 1820 anos só foram acrescentadas 375 milhões de novas pessoas em todo o mundo, porém desde 1850 até 2010, um prazo de 160 anos, acrescentarão-se 6,2 bilhões de pessoas.     Isso algo que devemos nos preocupar seriamente, comece você a perceber, tente entender como isso é alarmante.     Foram acrescentadas no planeta 6,2 bilhões de novas pessoas em um prazo de 160 anos, sendo que em um prazo de 1820 anos só foram acrescentadas 375 milhões. Conclusão     Depois de tudo o que você leu, qual sua posição a respeito do assunto? Você concorda que é possível o homem ser imortal? E que famílias inteiras vivam para sempre?     Será possível o homem ser imortal e viver eternamente a base de remédios drogas e manutenção [sendo que cada um desses necessitam de matéria prima para serem fabricados]? Como a terra poderia suportar algo dessa proporção? Como você me responderia essa questão?     Para finalizar segue abaixo os 6 vídeos contendo o documentário da BBC "How Many People Can Live on Planet Earth ?" traduzindo, "Quantas pessoas podem viver no planeta Terra ?"
E disse Deus a Adão: No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.
                                                                                                                                             Gênesis 3:19
 

6 comentários:

William disse...

Não pode ser imortal, não deve ser imortal. Fantástica matéria.

Fabio Faith disse...

Excelente Postagem!!!

Eli Laus disse...

Que coisa louca... rsrs
Eu não sei não se Deus vai permitir isso se em Gênesis ele disse que não deixaria o homem viver mais do que 120 anos. Bom, se ele mudar de ideia ai já é outra história. E sei la tambem se vale a pena viver eternamente nesse mundo cheio de pecado, fala serio...
Como disse o apóstolo Paulo: Para mim o viver é Cristo, e morrer para mim é lucro!

Essa história da revista super interessante eu não sabia, valeu brows. Abraço

luciano disse...

Cara...Voce nao deve ter lido a respeito, ou deve te uma mente muito fechada, e acho q esse foi o problema do que voce escreveu... Acha mesmo Com uma taxa de mortalidade zero, continuaremos tendo filhos? Acha que continuaremos usando recursos de energia nao renovavel até quando? Se usarmos 0,03% da energia do sol, e toda energia que precisamos ate 2030. A verdade e que voce, tem uma mente moldade pelas antigas geraçoes, uma geraçao criacionista. Resumindo... nos seremos imortais em um futuro proximo, seremos maquinas em um futuro nao tao proximo, e sairemos do planeta terra em um mais distante ainda...Antes de opinar sobre a ciancia, Se interesse por ela, pra vc aprende alguma coisa, e pode argumenta. VOce deu risada, assim como os antigos ririam se alguem falasse sobre, pisar na lua, gps, internet, etc.

Davi Whosoever disse...

O homem veio do pó e ao pó voltará!

É isso!

Eliesio Alves disse...

Não só acredito como estou a desenvolver uma teoria sobre
a condição do homem não morrer
de modo algum.
O equilíbrio da vida e o domínio
da morte. Em breve estarei
lançando este livro e já estou
perto de concluílo.
Esta teoria vem muito além das
muitas explicações que o homem
gostaria de saber sobre todos
os conceitos de imortalidade que
ele já conheceu até hoje.
eliesioalves2008@hotmail.com
Sei que este e-mail, não conseguirei responder a todas as
perguntas, mas, pelo menos irei
informar quando este livro irá
ser editado. Obrigado.